Este procedimento tem a finalidade de reparar cicatrizes indesejáveis após eventos como intervenções cirúrgicas, acidentes e outros.

Para a realização podem ser aplicadas diferentes técnicas entre as quais: ressecção simples com sutura, ressecção e avanço de retalho, ressecção e enxerto, ressecção e zeta-plastia, bem como o uso de expansores cutâneos.

A técnica empregada bem como o tipo e extensão da cicatriz determinará as recomendações do pós-operatório. Também é com base na técnica utilizada, que será determinado o tipo de anestesia, se local com sedação ou geral, e ainda se o procedimento deverá ser em day clinic ou com internação.

Outra particularidade para cada caso e técnica é quanto ao tempo de procedimento, que pode ser de 1 hora ou mais. A recuperação pode levar de uma a quatro semanas.

O cirurgião plástico Dr. Guilherme Graziosi diz que em alguns casos é indicado, após a ressecção de queloides, radioterapia superficial, para prevenir o reaparecimento. Ele atende em Niterói, e lembra ainda que não é possível eliminar para sempre uma cicatriz, contudo com as modernas técnicas da cirurgia plástica, pode-se minimizar a aparência e devolver um aspecto mais natural na região lesionada.

Hsites, Especializados em Web para a área Médica

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?